Translate

02/04/2017

Por que assumir um negócio?

Por que assumir um negocio
A obrigação e a paixão têm definido caminhos nos negócios familiares.
Nos últimos anos temos visto um aumento expressivo na mortalidade de empresas familiares. Um fator crítico que tem gerado isso é o momento da transmissão de gestão.
Existem dois tipos de sucessores: os que começam a se interessar por negócios porque terão que assumir os negócios dos pais e os que gostam de negócios e assumem os negócios dos pais para exercer suas paixões. Nesses dois perfis é que está a chave para uma transição de sucesso e na perpetuidade de um negócio familiar.
Geralmente, os empresários que assumem os negócios dos pais por obrigação se firmam na segurança de que terão a mesma sorte dos pais. Muitos não se preparam adequadamente para assumir as responsabilidades de seus negócios. Nos momentos de impasse, acabam se firmando na experiência de funcionários antigos e se vêem totalmente perdidos quando surge a possibilidade de perderem tais colaboradores - às vezes se tornam reféns dos mesmos.
Por outro lado, empresários que têm paixão por negócios vêem nos negócios de seus pais a possibilidade de viverem suas paixões. Esses gestores geralmente se preparam bastante e começam a trabalhar com os pais mesmo antes de receber os bastões dos mesmos para tocar os negócios. Vivem se aprimorando para estarem preparados quando situações novas surgirem. Nesse movimento, estão sempre capacitando seus colaboradores para terem sempre opções para montarem suas equipes.
Nesse ponto, é fácil enxergar qual perfil leva ao sucesso e qual leva ao fracasso. Portanto, para um negócio familiar ir à frente, a sucessão deve ser mais uma questão de paixão do que de obrigação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário