Translate

30/07/2017

Polarização que leva à Queda

Polarização que leva à Queda
A chave para o equilíbrio está na visão do todo e não na polarização das visões políticas.
Os meios como os representantes do povo buscam o bem comum está muito polarizado. Essa polarização está dando atenção a certas áreas e deixando outras descobertas, quando todas são críticas.
Com a filosofia de que o bem comum se encontra onde o povo tem condições iguais de consumir o que o Estado produz, vertentes socialistas convergem suas atenções para criar meios para elevar a capacidade de consumo do povo. No entanto, nessa luta para criar mecanismos assistencialistas lastreados em recursos unicamente do governo, acabam se descuidando e minando a capacidade de muitas instituições que regulam o equilíbrio do Estado.
Para obter recursos para financiar suas políticas assistencialistas, o governo acaba consumindo uma parcela desigual de recursos, deixando áreas fundamentais com menos recursos. Quando isso não é o suficiente, buscam financiar transferindo seu ônus para os setores produtivos através de burocracia e aumento de impostos e encargos. Isso dificulta a sobrevivência da indústria.
Quando a indústria está em dificuldades, sua produção é reduzida. O que pode se tornar um revés às políticas assistencialistas, pois gera duas crises: redução da oferta de produtos e desemprego. Mesmo tendo condições de consumir, a população pode ficar impedida por não ter o que comprar. Mesmo o governo, atendendo a uma boa parcela da população com suas políticas, o desemprego desencadeado por elas faz surgir uma nova parcela de população a ser assistida.
Portanto, fazer política de forma polarizada não resolve problemas, mas pode agravar os existentes ou gerar novos. Por isso, a visão do todo e a busca por um equilíbrio institucional que atenda a todas as vertentes da nação deve ser a pauta de diálogos entre nossos representantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário